Rodrigo Martins: programando escala do carnaval no HUT

“Ninguém fura fila”, destaca diretor do HUT sobre UTIs

Rodrigo Martins: programando escala do carnaval no HUT

Em entrevista ao Acorda Piauí, o diretor do Hospital de Urgência de Teresina, Rodrigo Martins, fala sobre os recentes casos de denúncias sobre a falta de leitos na unidade de tratamento intensivo (UTI) do hospital. Segundo ele, as transferências para a utilização dos serviços só acontecem através da regulação, que é a avaliação médica do quadro clínico de cada paciente. “Ninguém fura fila, mas infelizmente as circunstancias e unidades de UTI e, muitas vezes, as sala vermelha e laranja, pela alta demanda se encontram lotadas”, afirma.

Confira aqui toda a entrevista de Rodrigo Martins.

Lilian Cristina: dicas sobre a gestão de carreira

Especialista dá dicas para correta elaboração de um currículo

Lilian Cristina: dicas sobre a gestão de carreira

O currículo é a porta de entrada de qualquer pessoa em uma empresa, e por isso é um dos documentos mais importantes na hora de conquistar uma vaga de emprego. Porém, muitos currículos são descartados logo no começo da avaliação. De acordo com um estudo realizado pela Catho, plataforma de recrutamento online, 30% dos recrutadores levam de 6 a 10 segundos, em média, para descartar ou decidir manter um currículo na disputa por uma vaga. Em entrevista ao Acorda Piauí, Lilian Cristina, professora do Instituto Federal do Piauí (IFPI) e especialista em Gestão de Recursos Humanos, dá dicas para não errar na construção do documento.

Confira aqui a íntegra da entrevista de Lílian Cristina.

Josivan Cardoso: novo marco do saneamento

Novo Marco Legal do Saneamento Básico altera regras para o setor

Josivan Cardoso: novo marco do saneamentoO Senado deve analisar, até março, o projeto de lei (PL 4.162/2019) que modifica o Marco Legal do Saneamento Básico, aprovado em dezembro pela Câmara dos Deputados. O projeto de lei altera as regras para a prestação de serviços de saneamento, facilitando a entrada de empresas privadas no mercado e buscando universalizar o acesso no Brasil. Em entrevista ao Acorda Piauí, Josivan Cardoso Moreno, representante da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES) e coordenador da Câmara Temática de Recursos Hídricos da entidade, explica a repercussão das mudanças a nível nacional e municipal.

Acesse o link para ouvir a integra da entrevista de Josivan Cardoso.

Maria Clara Brito: importância de cuidados com a saúde mental

Campanha Janeiro Branco alerta para cuidados com saúde mental

Maria Clara Brito: importância de cuidados com a saúde mental

O primeiro mês do ano é marcado pela campanha Janeiro Branco, que tem como principal objetivo discutir a saúde mental.A escolha de janeiro é estratégica, já que o começo do ano pode gerar ansiedade pelo desejo de cumprir as metas dos 12 meses seguintes e frustração por não ter cumprido todas do ano anterior. Além disso, costuma ser um período de muita reflexão. Em entrevista ao Acorda Piauí, a psicóloga Maria Clara Brito,

Clic aqui para ouvir a íntegra da entrevista de :Maria Clara Brito.

Luana Sena concede entrevista ao Acorda Piauí

‘Não é Não!’ precisa dobrar meta de arrecadação para carnaval sem assédio no Piauí

Luana Sena concede entrevista ao Acorda Piauí
Luana: Ação no carnaval que chama atenção para o respeito à mulher

Pela primeira vez no Piauí, o coletivo Não é Não, que discute e combate o assédio às mulheres no Carnaval, tem apenas mais uma semana para atingir sua meta de arrecadação. É que para produzir as tatuagens temporárias que são distribuídas gratuitamente nos blocos de rua, a equipe, formada por mulheres, conta com um financiamento coletivo na internet – a famosa vaquinha virtual.

O Não é Não é um coletivo formado por mulheres de 15 estados brasileiros – criado em 2017 por um grupo de amigas cariocas, aos poucos o movimento foi tomando as ruas do país. Nos ensaios de blocos e pré-carnaval, o grupo foi ganhando a adesão das foliãs que militam por um carnaval seguro para as mulheres e livre de assédio.

2020 é o 4º ano de atuação do coletivo feminista – e o primeiro com a participação do Piauí. Em Teresina, o movimento é encabeçado pelas jornalistas Luana Sena e Camila Fortes. “Uma das barreiras de engajamento é o fato do nosso estado não ter histórico de campanhas com financiamento coletivo”, comenta Luana. “Mesmo assim, até agora os números de arrecadação são animadores e estamos otimistas em bater a meta”, reforça a  embaixadora do projeto.

Para motivar as colaborações, as embaixadoras selecionaram recompensas exclusivas, priorizando produções feitas por mulheres locais. Há ítens como ecobag, brincos, pochetes, cadernos e camisetas para quem contribuir com valores que vão de 10 a 400 reais. Todas as faixas de recompensas vem com as tatuagens temporárias que são o lema da campanha por todo o país: Não é Não! “Comprando a recompensa, você garante as suas tatuagens para usar no carnaval e também colabora para que outras mulheres as recebam de graça nos blocos”, explica Camila.

As recompensas podem ser adquiridas no site benfeitoria.com/naoenaopi, até o dia 16 e janeiro – o tempo agora é inimigo do projeto. “Esta campanha tem um caráter tudo ou nada”, explica Luana. “Se não atingirmos a meta até o dia 16, o dinheiro é devolvido a todo mundo que colaborou e o projeto, infelizmente, não sai do papel”. O coletivo precisa arrecadar 3.800 até a próxima semana e, no momento, conta com 48% de arrecadação.

Para contribuir: benfeitoria.com/naoenaopi

Ouça entrevista jornalista Luana Sena no Acorda Piauí sobre a campanha:

https://soundcloud.com/cidadeverde/luana-sena-embaixadora-nao-e-nao-acorda-piaui-10012019