Luana Sena concede entrevista ao Acorda Piauí

‘N√£o √© N√£o!’ precisa dobrar meta de arrecada√ß√£o para carnaval sem ass√©dio no Piau√≠

Luana Sena concede entrevista ao Acorda Piauí
Luana: Ação no carnaval que chama atenção para o respeito à mulher

Pela primeira vez no Piau√≠, o coletivo N√£o √© N√£o, que discute e combate o ass√©dio √†s mulheres no Carnaval, tem apenas mais uma semana para atingir sua meta de arrecada√ß√£o. √Č que para produzir as tatuagens tempor√°rias que s√£o distribu√≠das gratuitamente nos blocos de rua, a equipe, formada por mulheres, conta com um financiamento coletivo na internet – a famosa vaquinha virtual.

O Não é Não é um coletivo formado por mulheres de 15 estados brasileiros Рcriado em 2017 por um grupo de amigas cariocas, aos poucos o movimento foi tomando as ruas do país. Nos ensaios de blocos e pré-carnaval, o grupo foi ganhando a adesão das foliãs que militam por um carnaval seguro para as mulheres e livre de assédio.

2020 √© o 4¬ļ ano de atua√ß√£o do coletivo feminista – e o primeiro com a participa√ß√£o do Piau√≠. Em Teresina, o movimento √© encabe√ßado pelas jornalistas Luana Sena e Camila Fortes. ‚ÄúUma das barreiras de engajamento √© o fato do nosso estado n√£o ter hist√≥rico de campanhas com financiamento coletivo‚ÄĚ, comenta Luana. ‚ÄúMesmo assim, at√© agora os n√ļmeros de arrecada√ß√£o s√£o animadores e estamos otimistas em bater a meta‚ÄĚ, refor√ßa a¬† embaixadora do projeto.

Para motivar as colabora√ß√Ķes, as embaixadoras selecionaram recompensas exclusivas, priorizando produ√ß√Ķes feitas por mulheres locais. H√° √≠tens como ecobag, brincos, pochetes, cadernos e camisetas para quem contribuir com valores que v√£o de 10 a 400 reais. Todas as faixas de recompensas vem com as tatuagens tempor√°rias que s√£o o lema da campanha por todo o pa√≠s: N√£o √© N√£o! ‚ÄúComprando a recompensa, voc√™ garante as suas tatuagens para usar no carnaval e tamb√©m colabora para que outras mulheres as recebam de gra√ßa nos blocos‚ÄĚ, explica Camila.

As recompensas podem ser adquiridas no site benfeitoria.com/naoenaopi, at√© o dia 16 e janeiro – o tempo agora √© inimigo do projeto. ‚ÄúEsta campanha tem um car√°ter tudo ou nada‚ÄĚ, explica Luana. ‚ÄúSe n√£o atingirmos a meta at√© o dia 16, o dinheiro √© devolvido a todo mundo que colaborou e o projeto, infelizmente, n√£o sai do papel‚ÄĚ. O coletivo precisa arrecadar 3.800 at√© a pr√≥xima semana e, no momento, conta com 48% de arrecada√ß√£o.

Para contribuir: benfeitoria.com/naoenaopi

Ouça entrevista jornalista Luana Sena no Acorda Piauí sobre a campanha:

https://soundcloud.com/cidadeverde/luana-sena-embaixadora-nao-e-nao-acorda-piaui-10012019